Quanto tempo leva para eu obter o diploma técnico por competência?

Uma dúvida muito comum entre os profissionais que procuram o Instituto Brasileiro de Qualificação Profissional (IBQP) é em quanto tempo fica pronto o diploma técnico por Certificação por Competência. Para esclarecer essa dúvida, a equipe do IBQP gravou um vídeo. A emissão é muito mais rápida do que um curso presencial. Então, boa leitura!

De modo geral, se forem cumpridas todas as etapas, o diploma técnico estará nas mãos do profissional em menos de três meses. Ou seja, esse é o tempo suficiente para as duas principais etapas da avaliação.

Mas, só abrindo parênteses antes de falar do prazo do diploma, a Certificação por Competência é um processo que reconhece a experiência do trabalhador para possibilitar a emissão de um diploma técnico. Ela é destinada a profissionais com experiência anterior na área e é reconhecida pela Lei Federal 9.394/96 (LDB), em seu artigo 41.  

Etapas

O presidente do IBQP, Iran Moura, a gerente Sharon Duarte e a analista de atendimento, Daniele Vargas, explicam passo a passo as duas etapas no vídeo. Então, vamos lá? Confira como é o processo:

– análise documental: momento em que o candidato envia toda a documentação solicitada, como certificado de conclusão do ensino médio, histórico e cópia da carteira de trabalho ou contrato de trabalho que comprovem a experiência na função. Aliás, a experiência tem de ser de, no mínimo, dois anos.

– prova teórica: após a aprovação na primeira etapa, o aluno é encaminhado à segunda etapa. Trata-se da prova teórica. Ela contém 10 questões objetivas (de marcar x). O índice de acertos deve ser de 70%.

Portanto, aprovado nas duas etapas, o aluno pode receber o diploma técnico. Mas antes disso, o documento é encaminhado para registro no Sistec-MEC para ficar dentro da lei.

Os membros do IBQP lembram, no vídeo, que a prova deve ser agendada pelo aluno e ser feita à distância. Se ele preferir também pode ir a um dos polos e responder as questões presencialmente.

Prova

Mas é preciso se atentar para a duração. O período máximo para responder as questões e transmiti-las ao sistema é de 4 horas. Passadas essas 4 horas, o processo é anulado e deve-se começar tudo novamente, inclusive o agendamento de uma nova avaliação.

É por isso que o IBQP não recomenda que a prova seja realizada no horário do almoço, enquanto o profissional não está trabalhando.

Então, uma vez que o profissional está diplomado, ele pode realizar o seu registro profissional no órgão competente. O diploma sai no nome do aluno com 1500 horas, que é referente proporcionalmente à experiência do trabalhador. Isso permite que ele solicite o seu registro em órgãos como o CFT, que é o Conselho Federal dos Técnicos Industriais. Aliás, você pode acessar este vídeo sobre como dar entrada ao registro no CFT.

Para concluir, faço um convite para você assistir ao vídeo abaixo e tirar suas dúvidas. Se quer saber como você pode tirar um diploma técnico neste processo, entre em contato acessando o nosso site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *