O IBQP é responsável pelo registro do aluno nos conselhos?

É muito frequente na carreira técnica a existência de conselhos profissionais. CFT, Coren, Cofen, CRQ. São tantas siglas que isso mais parece uma sopa de letrinhas. Mas eles são os órgãos que registram profissionais técnicos. O registro do aluno, porém, deve ser feito pelo próprio aluno.

Nesse sentido, para esclarecer as principais dúvidas dos alunos, a equipe do Instituto Brasileiro de Qualificação Profissional (IBQP) prosseguiu com a série de podcasts sobre o funcionamento da Certificação por Competência.

Para saber mais sobre a Certificação por Competência clique aqui

Portanto, o diploma técnico obtido por meio da Certificação por Competência possibilita a inscrição do aluno nos conselhos técnicos profissionais.

Desse modo, os técnicos industriais certificados, que são a maioria dos alunos do IBQP, são registrados no CFT (Conselho Federal de Técnicos Industriais).

O presidente do IBQP, Iran Moura, explica que o Instituto não encaminha o diploma do aluno para o registro profissional no CFT, por exemplo.

Esse trabalho deve estar a cargo do próprio aluno, que deve fornecer ao Conselho dados pessoais, além de acessar o sistema com login e senha própria.

Todavia, o IBQP presta o suporte ao aluno que deseja fazer o registro profissional. Confira como dar entrada ao registro no CFT clicando aqui

É interessante observar que o diploma técnico emitido por meio da Certificação por Competência vem com a carga horária de 1500 horas.

A equipe do IBQP explica que a carga horária se refere aos anos de experiência do profissional, aos cursos realizados e à própria avaliação, com duração máxima de 4 horas.

Para mais informações, navegue no nosso site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *